Desabafo: Vida literária depois dos filhos.

28383353_1658779387523365_1789650849_n

Sempre fui uma pessoa apaixonada por livros. Mais que isso, sempre fui apaixonada por ter uma vida literária ativa. Sempre li bem rápido, pois depois que embarco na leitura não paro mais até que acabe, então quando me sobrava tempo lia de dois a três livros por semana. E o melhor de tudo, me sentia tão bem com isso.

Os livros sempre foram uma passagem para minha paz interior. Ao ler cada página viajo na mente de outro alguém. Leio os pensamentos de outra pessoa. Vou para vários lugares que jamais imaginei conhecer. Recebo conhecimento de grandes mestres. Me transformo. Me transbordo…

Porém desde que me casei e me tornei mãe tem essa tem sido uma realidade cada vez mais distante para mim. Não eu não parei de ler, na verdade durante a gravidez simplesmente não tinha muita vontade, começava uma leitura e ela não ia para a frente, consequentemente o blog acabou ficando meio de lado por esse período, porque quando começamos com o blog a cinco ou seis anos atrás esse era o maior intuito dele. Trazer a vocês um pouco desse mundo mágico que é a leitura e é claro nossos textos, nossos desabafos, as confusões de nossos corações.

Escrever e ler sempre fez parte da minha essência e deixar isso de lado me afastou muito de quem eu realmente sou. Mas voltando ao assunto lá do parágrafo de cima, eu simplesmente perdi o interesse durante a minha gravidez de ler. Depois do nascimento da Beatriz e de eu me redescobrir como pessoa realizando esse sonho de ser mãe e entrando em um mundo ainda mais mágico para mim que é a maternidade, essa vontade voltou. A faísca do prazer da leitura se reacendeu. Surgiu em mim então uma vontade de me redescobrir buscando o melhor de mim, como pessoa, como mãe, como leitora.

Depois da maternidade, em meu caso pelo menos, eu vivo em torno da Beatriz a maior parte do meu dia e não estou reclamando, longe disso, mas a maternidade nos suga um tempo inacreditável e no tempo que sobra existem sempre outras prioridades e a leitura acaba ficando para quando realmente sobra tempo e eu não estou morta de tanto cansaço. Quando antes eu conseguia ler até três livros na semana, hoje é difícil dar conta de ler três capítulos.

Apesar da Beatriz está quase para completar um ano, ainda estou na batalha de conseguir me organizar e otimizar meu tempo. A boa notícia é que devagar estou conseguindo e podem ter certeza, ao me redescobrir aos poucos, vou compartilhando com vocês. E as leituras vão voltar a ser resenhadas.

Sei que não é a primeira vez que prometo isso no blog, mas peço a vocês que tenham paciência comigo, estou voltando com as leituras e com um pouco da minha rotina antiga aos poucos, mas ao recuperar o vapor do prazer da leitura, não vou parar mais! Estou voltando a me reencontrar e me redescobrir como leitora e como pessoa e quero compartilhar tudo isso com vocês.

Quero lhes trazer um pouco desse meu universo mágico e acrescentar com minhas experiências e aprendizados na vida de vocês. Como já disse algumas vezes, se não for para acrescentar a vocês, não faria nenhum sentido ter esse sonho com o nosso blog.

E para finalizar esse desabafo: OBRIGADA! Gratidão imensa a cada um de vocês que nos acompanham no blog e nos mandam as melhores energias que vocês tem a nos oferecer, vocês fazem cada a cada dia estarmos mais próximas da realização dos nossos sonhos. Grande beijo no coração e até o próximo post!

Anúncios

Sempre estarei ao seu lado

DSC_0484

Talvez eu não esteja presente todos os momentos com você. Talvez eu tenha que te deixar as vezes para resolver outros compromissos ou para correr atrás do nosso futuro.

As vezes irei parecer um pouco distante, ficarei um tempo no celular ou levarei você para lugares que você odeia ir. Nem sempre terei disposição para fazer tudo o que você quer e as vezes simplesmente não te deixarei fazer o que quer por saber que não é o melhor para você.

Muitas vezes você vai achar que estou contra você por eu chamar sua atenção, não te deixar ir para algum lugar que você queria muito, te deixar de castigo ou apenas ignorar algo que você gosta demais.

Essa é a parte difícil da maternidade, terá dias que eu farei o que for o melhor para você, ou o que eu achar que é o melhor mesmo que você descorde totalmente de mim.

Independente de qual seja a situação, se ela for boa ou ruim, se vivermos dias cinzas ou claros, se eu tiver presente ou não quero que saiba que eu sempre estarei ao seu lado. Seja em seus primeiros passos ou a primeira vez que você for dirigir um carro. Seja em seu primeiro dia de aula na escolinha ou no dia em que você passar na faculdade que você quer tanto fazer. Pode ser enquanto você faz um intercâmbio ou também quando começar a descobrir o mundo através de seus primeiros passinhos. Em suas primeiras falas, em sua primeira aula de inglês, quando precisar de uma amiga para desabafar ou simplesmente para opinar em sua roupa antes de sair

Quero que saiba que não preciso estar presente com você 24 horas para estar ao seu lado. Essa é a minha vontade, sem sombra de dúvidas mas sei que não será possível o tempo todo. Porém EU SEMPRE ESTAREI AO SEU LADO. Eu sempre irei te apoiar em suas decisões e te ajudar a seguir o caminho certo. Sempre que fechar os olhos para dormir estarei ali, zelando por você, em todas as minhas orações e momentos de gratidão você está presente. Eu sempre terei orgulho de suas escolhas seja elas quais forem e o mais importante de tudo: você será sempre a minha prioridade número 1 e eu moverei montanhas para estar com você em todos os momentos mais importantes de sua vida. De alguma forma estarei sempre com você!

Obrigada por mais um dia 03

22449720_1521124981288807_2739704000915018615_n

Neste mês eu só queria agradecer muito por ter você! A vida vai passando e as vezes esquecemos o quanto somos gratos.

Hoje você completa seus 8 meses! Significa que já fazem oito meses em que Deus resolveu me presentear te dando a vida. Depois de tanta espera você estava ali em meus braços e a partir daí começamos uma louca jornada de aprendizado uma com a outra.

Obrigada filha, por me tornar quem sou. Obrigada por fazer dos meus dias os melhores! Obrigada por me dar forças para lutar todos os dias.

Queria te agradecer também por você ser quem é. Agradecer por você já ter tanta personalidade e simpatia assim. Por me fazer ser tão grata e por cada sorriso seu.

Sexta feira enquanto eu te amamentava e fazia você dormir fiquei te observando com todo o amor que tenho e então percebi que você foi feita sob medida para mim. Você é tudo o que eu sempre quis e ter a oportunidade de ter você comigo todos os dias é um privilégio que não tem explicação.

Deus mandou você para nós para transformar a minha vida e a do seu pai com toda a luz do mundo. Graças a você hoje temos tudo o que precisávamos para ser feliz. Obrigada filha por ser tudo para nós! Obrigada Deus pelo maior presente da nossa vida! Obrigada por todo o amor! Obrigada vida por mais um dia 03! Muita, muita gratidão!!

4, 5 e 6 meses da Beatriz

22281776_1514676371933668_6561703317925855002_n

Como o tempo voa, tempo mais devagar aí por favor!

4 meses e você ja começou a dormir a noite toda, acordando apenas para uma mamada e voltando pro seu mais profundo sono, assim me deixando dormir bem durante a noite a a fazer as atividades com muito mais prazer durante o dia. Você passou a tagarelar e a gargalhar muito mais. Começou a virar de bruços (me tirando o sono outra vez haha, pois você aprendeu a virar e não a desvirar e eu morria de medo de você virar a noite e eu nao ver).

Voce começou a ficar sentadinha ( Com auxílio) e a interagir com os gatinhos aqui de casa, te entreter ficou bem mais fácil. Você começou a fazer bolinhas com a boca e a achar a maior graça (é tão lindo!).

Com 5 meses o seu passatempo preferido e a galinha pintadinha. Você comeu a sua primeira papinha (que foi mamão) e a partir daí começamos a adaptar frutinhas e legumes a sua dieta. Você balançou pela primeira vez e brincou na piscina pela primeira vez também. A sua diversão nos diverte muito!

Te ensinei a passar os pés nos gatinhos e vocês se dão tão bem (Enchem a mamãe de orgulho!). Você quase senta sozinha e sabe fazer vários sons, aprendeu a virar e desvirar a hora que bem entende e não para mais, foi um mês maravilhoso, um mês de muitas e muitas descobertas para nós duas.

6 meses! Meio ano já se foi. Você já come super bem! Ama tomar água e brincar com seus mordedores e bonequinhas. Sua coordenação motora esta muito boa e você agarra tudo o que esta perto de você. A hora do banho ainda e a sua hora preferida, já sabe até fica sentada sozinha e ama brincar com seus patinhos na água!

Você foi a sua primeira festa fantasia e se divertiu demais. Você é tão simpática e risonha que todos param para falar com você. Espero que seja sempre assim, paciente, persistente e muito dócil. E que voe sempre alto, minha Borboletinha!

10 coisas que aprendi desde que me tornei mãe

IMG-20170916-WA0034

1. A culpa é um sentimento que vem junto a maternidade – Você passa a se sentir culpada o tempo todo. Quando fica alguns minutos longe de seu bebê, quando o seu bebê fica doente, quando ele chora por horas, quando falta dinheiro pra comprar algo que você queria muito, quando você fica brava por conta do cansaço, quando você não da conta de fazer tudo o que tinha planejado naquele dia, resumindo, é o tempo todo!

2.Você quase não tem mais tempo pra você mesma – Quando seu bebê vem ao mundo ele vem como um serzinho totalmente dependente de você. Ele precisa de você pra tudo, para se alimentar, para aliviar as cólicas, para tomar banho, para dormir. Em meio a tudo isso são raros os momentos em que você consegue fazer as coisas para você mesma. Em meu caso ainda tenho ajuda de meus familiares, fico pensando o quão difícil seria se eu ficasse sozinha o tempo todo com a minha bebê como muitas mamães por aí.

3. Coisas que antes você achava nojenta passam a ser as coisas mais normais do mundo para você(até porque são!) – Lembro que antes quando um bebê vomitava perto de mim ou quando alguém ia trocar uma fralda bem caprichada ao meu lado eu me pegava pensando o que eu iria fazer quando fosse comigo e sabe o que eu fiz? Limpei, me virei, até mesmo comemorei. Quando é com você e o seu bebê, tudo isso passa a ser as coisa mais normal do mundo, você não tem nojo, você não tem falta de prática, você simplesmente sabe. Você comemora quando seu filho enche as fraldas logo depois de alguns dias de dores por intestino preso, você cuida, troca, limpa, troca, da banho, troca… Você se suja e se limpa assim como faz com seu bebê. Essas coisas passam a ser as coisas mais normais do mundo para você. Até porque elas são.

4. Você simplesmente sabe tudo o que o seu bebê tem e precisa – Acredito que mãe tem uma espécie de sexto sentido. O sentido de saber tudo o que o seu bebê quer e precisa. Não me pergunte como mas você sabe. Você sabe quando o choro é de dor, você sabe quando é fome, você sabe se está na hora de trocar, você sabe se é frio ou calor, se ta quente ou se tá frio, se precisa de mais ou de menos, se seu leite foi o suficiente ou não, se está na hora de dormir ou de brincar, se o colo está bom ou não. Sabe quando você ouvia sua mãe te dizer “coração de mãe sabe de tudo” pois é, ele sabe mesmo!

5. Você vai saber ser mãe assim que se tornar uma – Assim como citei acima, mãe sabe. Eu tinha muitas inseguranças antes de me tornar mãe, eu pensava: “se não sei nem trocar uma fralda como vou trocar a da minha filha”,ou quando alguém me pedia para segurar uma criança e ela começava logo com um chororo em meu colo eu logo pensava “Não sei nem segurar uma criança como vou segurar a minha” e banhos então nem se fala eu achava que ia logo afogar o bebe de tanto medo que tinha. Mas ainda bem que as coisas não são assim. Mãe sabe ser mãe assim que seu bebê nasce, tudo flui com muita naturalidade e espontaneidade e no fim tudo da certo.

6. Todo seu esforço e cansaço são pagos com pequenos gestos – Aquele dia ruim, aquela noite mal dormida, aqueles dias de choro seu e do bebê, as dores da gestação/ parto/ pós parto, tudo isso é pago com pequenos gestos como um sorriso (involuntário no começo) carinhos, sonos bem dormidos, dias sem dores, o simples fato de ver seu bebê bem e feliz paga todo o seu cansaço e esforço. Te da gás, te renasce e te floresce. Cada gesto do seu bebê voluntário ou não tem a magia de te encher de amor e fazer tudo valer a pena.

7. Dói em você assim como dói neles – Cada vacina, cada cólica, cada agulhada, cada gripe, cada dor dói em você tanto quanto neles. É nas dores que você vê realmente o quanto se tornou frágil assim que virou mãe. Dói tanto, se não mais, em você quanto neles e você chora, morre de dó(mesmo quando é para o bem) e deseja mais que tudo que seja com você e não com eles.

8. Ser mãe é pagar a língua – Já ouviu aquela expressão “não cospe para cima que caí na testa” pois é, e não é que caí mesmo! Tudo o que você questionava que sua mãe fazia e falava, todas as vezes que você dizia “Aí se esse filho fosse meu”, vários de seus planos como: não vai assistir TV antes dos dois anos, não vou fazer a vontade dela se ela fizer birra, nunca vou colocar ela para dormir na cama comigo, e assim por diante vai fazer com que você page a sua língua várias e várias vezes. As vezes pelo cansaço, as vezes porque você vê que não era bem assim, ou até porque você fica mole mesmo em alguns quesitos. Não importa o motivo exato, em algum momento você vai pagar sua língua.

9. Amamentar não é tão fácil quanto parece – Muito pelo contrário! Se tem uma coisa que foi difícil depois que me tornei mãe foi amamentar. O peito trica, sangra, dói, o bebê tem fome e depende disso para se desenvolver, ele quer mamar de duas em duas horas ou três em três e você acha que não vai dormir nunca mais. Tem horas que tem leite demais e empedra, tem horas que tem de menos e você não sabe o que fazer. Claro que cada caso é um caso, mas no meu foi muito complicado.

10. Você vai sentir o amor mais incondicional do mundo! – Quando nasce um bebê nasce uma mãe, um pai, uma família. Quando nasce um bebê nasce um amor muito forte e poderoso, é um amor tão grande que faz com que tudo na sua vida faça sentido, faz com que você se apaixone todos os dias, faz com que sua vida seja repleta de luz. É um amor imenso que cresce a cada dia que passa. É um amor infinito e incondicional. Só quem se torna mãe ou se tornou pode entender tamanho sentimento.