Novo caminho

pensando

Naquele dia para ela nada mais importava além de todos aqueles arranhões pelo coração. Ela podia sentir escorrer de dentro de si o vazio tão escuro que alguém deixou e sentia escorrer junto com ele todo o futuro sem gravidade que estava por vir.

Ela pressentia no gélido de seus ossos que seus planos mudariam, sem qualquer chance de saber se era assim que gostaria que fosse. Ela percebeu que desde aquele momento ela não poderia mais controlar o rumo de seus passos e talvez eles a levassem para um lugar onde ela não gostaria de estar.

Fechou os olhos e respirou bem fundo, como quem toma fôlego antes de um mergulho e desejou de todo seu coração machucado e fraco que não importasse o que viesse, que ao menos fizesse sol para que a caminhada fosse tão bonita como um dia feliz.

Sorriu desajeitada buscando ter firmeza no primeiro passo rumo ao novo caminho. Recolheu no coração toda tristeza, fechando bem no fundo para que nada voltasse a superfície. Agora dependia dela. Precisava seguir em frente, um passo de cada vez, o desconhecido a aguardava e ela tinha fé, ele poderia ser surpreendentemente maravilhoso.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s